Cenário da reciclagem na Bahia é tema de Webinário

No Dia Mundial da Reciclagem, catadoras, catadores, pesquisadores e ativistas ambientais apontam desafios e oportunidades desta cadeia produtiva no Estado

Na Bahia, apenas 24,7% dos municípios têm coleta seletiva e na capital o número de resíduos coletados que são reciclados é ainda mais baixo, entre 1% a 2%. Os dados do Observatório dos Lixões, ferramenta da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e da Pesquisa Ciclosoft 2016, realizada pela Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre), respectivamente, dão a dimensão do quanto a população baiana está longe de atingir um patamar de boas práticas relacionada a forma de consumo e preservação do meio ambiente.

   Neste 17 de maio, Dia Mundial da Reciclagem, às 9h, catadoras, catadores, pesquisadores e ativistas ambientais se reúnem para debater o cenário da reciclagem na Bahia, com a realização do Webinário “Dia Mundial da Reciclagem - O que é que a Bahia tem?”. Na ocasião, os catadores de materiais recicláveis Joilson S. Santana, Jeane dos Santos e Edinea Rodrigues se juntam a bióloga Ana Carine Oliveira e ao vice-presidente da Central das Cooperativas de Trabalho e Reciclagem da Bahia (CCRBA) Jerônimo Bispo, para discutir sobre as experiências e tecnologias sociais dos(as) catadores(as) de materiais recicláveis e empreendimentos econômicos solidários do Estado.

A atividade tem o objetivo de apontar os desafios e oportunidades desta cadeia produtiva em todo o Estado e é promovida pelo CAMA – Centro de Arte e Meio Ambiente, o Fórum Estadual Lixo e Cidadania da Bahia (FLC/Ba) e o Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis - MNCR/Ba. O Webinário será transmitido pelo Facebook do CAMA e do FLC/Ba.

“É necessário que haja investimentos, principalmente nas Cooperativas e Associações de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis pois cerca de 90% do que é reciclado no país passa pelas mãos desses trabalhadores. Além disso, é fundamental a efetividade das Políticas Nacional e Estadual de Resíduos Sólidos, como forma de fomento ao trabalho. Estima-se que temos no Estado cerca de 50 a 60 associação/cooperativas e 45 mil pessoas trabalham na coleta dos materiais recicláveis”, destaca Joilson Santana, catador de recicláveis, mestre em planejamento ambiental e integrante do CAMA.

Campanha Solidária

O Dia Mundial da Reciclagem foi instituído pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) para promover a reflexão sobre questões ambientais e a forma de consumo. Em março deste ano, em função dos impactos causados pela pandemia da COVID-19 na saúde e bem-estar dos 34.107 mil catadores (Censo/IBGE-2010), o CAMA lançou a campanha de financiamento coletivo  “Ele(a)s cuidam da cidade, é hora da cidade cuidar dele(a)s”, voltada para apoiar 2.000 catadores e catadoras de materiais recicláveis, organizados em empreendimentos econômicos solidários (associações e cooperativas) e avulsos (aquele(a)s que trabalham de forma autônoma)  do estado da Bahia com a distribuição de um kit de proteção individual para ajudar aqueles que sobrevivem da coleta seletiva de resíduos sólidos em diversos espaços. Para contribuir com a campanha acesse: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/eles-cuidam-da-cidade-e-hora-da-cidade-cuidar-deles

Painelistas

Joilson S. Santana, catador de materiais recicláveis, integrante da ONG Centro de Arte e Meio Ambiente - CAMA, da Rede CAMMPI, Fórum Estadual Lixo e Cidadania da Bahia – FLC/Ba. Também é Bacharel em Administração de Empresas (UNIFACS) e Mestre em Planejamento Ambiental (UCSAL).

Jeane dos Santos, catadora de materiais recicláveis, integrante de grupo de catadores em processo de organização, representante do MNCR e mobilizadora da ANCAT no estado da Bahia e integrante do Fórum Estadual lixo e Cidadania da Bahia – FLC/Ba.

Ana Carine Nascimento, Bióloga, Mestranda em Desenvolvim.ento e Gestão Social da UFBA e integrante do CAMA.

Edinea Rodrigues, catadora de materiais recicláveis e coordenadora financeira da Cooperativa VerdeCoop e integrante do MNCR/Ba.

Jeronimo Bispo Dos Santos, graduado em Administração de Empresa pela UNIFACS. Um dos fundadores da Cooperativa de Materiais Recicláveis de Camaçari (COOPMARC) e vice-presidente do COMAM - Conselho Municipal de Meio Ambiente em Camaçari. Além disso, é diretor presidente da Rede Social Óleo Bahia (RESOBA) e vice-presidente da Central das Cooperativas de Trabalho e Reciclagem da Bahia (CCRBA) e integrante do FLC/Ba e do MNCR/Ba.

ImprimirEmail

Nosso Contato

Praça do Uruguai, S/n. - Uruguai. Ao lado do Espaço Cultural Alagados, Salvador –Bahia CEP: 40.450-210.

Telefone - 71 3207-1926